PRESIDENTA DILMA reabra os prazos do Decreto. 5.115/2004!

3 de jul de 2015

PL 4.786/2012. Uma vitória histórica, não pode ficar para trás!

Muitas histórias são e serão contadas sobre a anistia(?) dos demitidos de Collor. 

Por que a interrogação? 

Porque não cometemos crime nenhum, para sermos anistiados. 

Mas, assumimos essa palavra, pois seria o melhor caminho para conseguirmos o RESGATE DE NOSSA CIDADANIA, de volta. 

O nome correto de tudo isso seria, REPARAÇÃO DE INJUSTIÇA

Hoje, estamos mais uma vez diante de uma vitória de quem acredita no PT e no Governo do PT. 

A Presidenta DILMA tem a possibilidade de entrar para a história, se assinar a aplicação do PL 4.786/2012. 

Uma vitória histórica da classe trabalhadora, que foi injustamente punida de 90 a 92 e depois nos 8 anos de mandato de FHC.

Mas, essa vitória pode ser a "vitória de Pirro"*, pois vários deputados votaram contra e um deles apresentou um voto em separado, questionando, novamente, "vicio de constitucionalidade". 

Se não houver uma sensibilização à Presidenta DILMA, tudo se perderá.

Não podemos desistir.

Sugiro que o maior número de pessoas  Cliquem aqui e vá direto ao Fale com a Presidenta. Mandem mensagens TODOS os dias para a Presidenta.

Quem tiver em Brasília, e puder, fazer gestão junto à Casa Civil, para que ele possa receber uma grupo de pessoas e essas pessoas contarem todas as histórias, inclusive lembrar a ela que foi promessa de campanha, do primeiro mandado dela (vejam o vídeo aqui no blog).
A hora é essa!

* Os exércitos se separaram; e, diz-se, Pirro teria respondido a um indivíduo que lhe demonstrou alegria pela vitória que "uma outra vitória como esta o arruinaria completamente". Pois ele havia perdido uma parte enorme das forças que trouxera consigo, e quase todos os seus amigos íntimos e principais comandantes; não havia outros homens para formar novos recrutas, e encontrou seus aliados na Itália recuando. Por outro lado, como que numa fonte constantemente fluindo para fora da cidade, o acampamento romano era preenchido rápida e abundantemente por novos recrutas, todos sem deixar sua coragem ser abatida pela perda que sofreram, mas sim extraindo de sua própria ira nova força e resolução para seguir adiante com a guerra.2Cquote2.svg
Esta expressão não se utiliza apenas em contexto militar, mas também está, por analogia, ligada a atividades como economia, política, justiça, literatura, arte e desporto para descrever luta similar, prejudicial ao vencedor.

Papo do Blog - Informação é tudo

Pleno da CEI

Pleno da CEI

Mandem requerimentos à CEI, AGORA!

Estou sugerindo que, TODOS OS QUE foram demitidos entre 16 de março de 1990 a 30 de setembro de 1992, e QUE AINDA NÃO FIZERAM REQUERIMENTO que façam o mais rápido possível, solicitando anistia, à CEI. Já houve prorrogação da CEI, e é importante que os requerimentos, mesmo intempestivos, estejam lá na CEI para posteriores reivindicações! ATENÇÃO! Somente quem NÃO MANDOU REQUERIMENTO NENHUM, ATÉ HOJE!

Passo a passo para fazer seu requerimento!

Modelo de requerimento mandem e-mail para nossaanistia@hotmail.com.br

1º passo - Acessar o CEPROD -Verificar se tem processo de 93 e/ou 94 e imprimir uma cópia!

Se não tiver CPROD, vá direto ao 2º passo

CLIQUE AQUI E ACESSE O CPROD

2º Passo - Preencher o Requerimento

3º Passo - JUNTE ESSES DOCUMENTOS- Cópia do CPROD 93 e/ou 94 ou número do(s) processo(s)

- Cópia da carteira profissional (espelho e página da demissão)

- Cópia do CPF

- Cópia da Identidade

- Cópia de comprovante de residência.

- Se tiver, cópia da recisão.

e mais outros documentos que possam provar a sua demissão dentro do período da lei 8.878/94.

4º Passo - Protocolar no 7º andar do prédio C -

O MELHOR É ENTREGAR PESSOALMENTE EM BRASILIA. Se não puder mande um SEDEX em A.R para:

Comissão Especial InterministerialCEI

Esplanada dos Ministérios Bloco “C”

7º andar sala 748 - Protocolo

CEP 70. 046-900

Brasília – DF -

A/C de Dra. Érida Feliz - Presidente da CEI


Clique na imagem e leia!

TABELA SALARIAL ANISTIADOS - Copiado SINDSP/MG

TABELA SALARIAL ANISTIADOS - Copiado SINDSP/MG
Colaboração DEISE THOMAZ

Não adianta mesmo!

Não adianta mesmo!